Diretoria

Presidente: Marino da Silva
Primeiro Vice-presidente: Clélio Arlindo Covari
Segundo Vice-presidente: Jorge Luiz Costa de Souza
Secretário Geral: Luis Claudiomiro de Quadros
Secretario Adjunto: Aldicimar Valsoler
Diretor de Finanças: Aida Maria de Souza
Diretor Adjunto de Finanças: Mara Denise Almeida
Diretor de Formação Sindical: Nairton Luiz Laucksen
Diretor de Assuntos Interestaduais: Ederson Valdir Nepomuceno
Diretor de Patrimônio: Silvano Muniz de Abreu
Diretor de Assuntos Parlamentares: Valdir dos Santos
Diretor de Seguridade Social: Elias da Rosa Moreira
Diretor de Política Habitacional: Hanclaire Cardozo
Conselho Fiscal – Titulares: Bernardo Moacir Bordiga, José Carlos Langner, Sebastião Gilmar Walendorff D'avila, João Manoel Santana de Quadros, Paulo Cesar da Silva Antunes.
Conselho Fiscal - Suplentes: Ezequiel Dal Molin Bonatto, Odir Giehl, Clademir Ricardo Petrich, Jorge Juarez Carasai, Tania Maria dos Santos.
Assessores jurídicos: Adv. Adenir Maiato da Costa e Adv. João Artur Bortoluzzi

Discurso


O Brasil, da grande maioria dos brasileiros e vivenciado nos cinco mil e quinhentos e setenta municípios do país; ou para nós aqui no RS , nos 497 territórios gaúchos.

Este Brasil que vemos na Televisão, onde há a descrença em homens e mulheres que deixaram de cumprir com honra, o mandato que receberam de seus eleitores, e passaram a cometer abusos e desmandos e em muitos casos até atos de corrupção; comprometendo toda a confiança da cidadania no serviço público, e comprometendo a imagem dos servidores públicos, sejam eles municipais, estaduais ou federais, nós não reconhecemos como nosso.

O Brasil da realidade do povo, acontece lá nos pequenos, médios e grandes municípios, e é lá na terra onde nasceram os Joãos, Marias, Terezas e Pedros, que estamos nós os Servidores Públicos Municipais.

Neste Brasil sem o glamour da TV e longe das falcatruas de alguns que se apropriaram de cargos públicos, estamos nós fazendo a luta dos Servidores Municipais, na construção de Sindicatos, nas reivindicações de reajustes salariais, na busca de melhores condições estruturais e de organização nos locais de trabalho e no aperfeiçoamento dos serviços públicos para a cidadania.

Quando o Brasil não vai bem, todos sofremos, e os municípios ficam com grandes prejuízos pela falta de cumprimento nos prazos de repasses dos Estados e da União; e o cidadão comum, olha para nós, os Servidores públicos municipais, e é da gente que eles cobram a falta de segurança, da saúde, o sucateamento da educação e a falta de infraestruturas.

Na grande maioria das vezes para os Servidores públicos municipais sobra a pecha de que são um peso para o município, que não fazem nada e que não somos competentes para os serviços que necessita a sociedade, e aí vem as terceirizações, os contratos sem concursos e todo o tipo de atalho que só prejuízo trás à sociedade e ao conjunto dos Servidores Municipais.

Baixa remuneração, fragilidade no sistema previdenciário com os fundos de pensão, falta de investimentos na qualificação profissional, centralismo das decisões, falta de efetivos e em alguns casos, péssimas condições de trabalhos desanimam os Servidores públicos municipais a fazer mais, ser criativo e desempenhar suas funções com alegria.

É neste contexto que entra a FESISMERS. A nossa Federação se apresenta nesta nova gestão que estamos começando. Nos próximos quatro anos, vamos trabalhar para qualificar nossos dirigentes de base, vamos organizar os Servidores municipais onde não exista sindicato, vamos junto com a sociedade civil organizada, propor aos legisladores e aos gestores municipais, leis que contribuam com a transparência nas ações públicas, com um serviço público voltado para a cidadania e em condições mais humanas para quem o executa.

Assim surge a FESISMERS, fundada em 22 de outubro de 1988, fruto do desprendimento de valorosos companheiros que compunham a Federaçao das associações de municiparios do estado do rio grande do sul - FAMERGS, que passou a denominar-se de federação das associações e dos sindicatos de municipários do estado do rio grande do sul - FASMERS, tendo como uma de suas finalidades essenciais, unificar os esforços dos servidores públicos municipais do estado do rio grande do sul, em prol de suas legitimas reivindicações, independente do regime jurídico que regula suas relações de trabalho.

Também é finalidade essencial prestar assistência social, cultural e jurídica aos seus filiados, de onde merece destaque especial este último ponto, o Jurídico, que foi um dos fundamentos da campanha eleitoral que recentemente nos trouxe a direção desta FEDERAÇÃO, uma vez que uma das maiores carências, principalmente nos munícipios pequenos, é a presença de um departamento jurídico forte e independente junto aos Sindicatos.

E já nestes primeiros tempos de mandato, desde o primeiro dia do mês de julho do corrente ano, já estamos fortemente imbuídos neste caminho, onde determinei aos responsáveis pelo Departamento Jurídico que gestassem um novo formato para o Departamento Jurídico da Federação, que leve em conta as reais necessidades dos Sindicatos Filiados e da Federação, que desenvolvam uma forma dinâmica e ágil de comunicação com cada um dos nossos associados, e que leve conhecimento e formação de um jeito moderno e eficaz.

Temos certeza que com isso nossas promessas de campanha serão satisfeitas, com uma Federação de todos e para todos.

Quero dizer por fim, que tudo isso não seria possível, seja a campanha, a vitória e os projetos a serem implementados, não fossem os valorosos companheiros que se somaram no decorrer de toda a caminhada, caminhada esta percorrida por mais de 6 anos, e que ao longo deste tempo o sonho que era de alguns, passou a ser de muitos, e ao sonharmos todos juntos passamos a trabalhar com um só pensamento, o de um dia dirigirmos a nossa Federação.

Dito isso, agradeço a presença de todos e desejo uma excelente noite de confraternização.

Sintam-se todos em casa.

Meu muito obrigado!!

Palavras do presidente Marino da Silva no discurso da posse.

Institucional

Assim surge a FESISMERS, fundada em 22 de outubro de 1988, fruto do desprendimento de valorosos companheiros que compunham a Federaçao das associações de municiparios do estado do rio grande do sul - FAMERGS, que passou a denominar-se de federação das associações e dos sindicatos de municipários do estado do rio grande do sul - FASMERS, tendo como uma de suas finalidades essenciais, unificar os esforços dos servidores públicos municipais do estado do rio grande do sul, em prol de suas legitimas reivindicações, independente do regime jurídico que regula suas relações de trabalho.

Também é finalidade essencial prestar assistência social, cultural e jurídica aos seus filiados, de onde merece destaque especial este último ponto, o Jurídico, que foi um dos fundamentos da campanha eleitoral que recentemente nos trouxe a direção desta FEDERAÇÃO, uma vez que uma das maiores carências, principalmente nos munícipios pequenos, é a presença de um departamento jurídico forte e independente junto aos Sindicatos.